quinta-feira, 11 de abril de 2013

A Dieta Ayurvédica


A dieta ayurvédica, não está relacionada a gorduras, carboidratos e proteínas nem é dada uma atenção especial a calorias, vitaminas e minerais. Conhecemos esses nutrientes intelectualmente e não de forma direta. Você não percebe a vitamina C em seu suco de laranja e muito menos a diferença entre ela e a vitamina A. O conhecimento ocidental sobre nutrição vem , na maior parte, do laboratório de análises. O conhecimento ayurvédico sobre nutrição vem da natureza. Quando suas papilas gustativas saboreiam um bocado de alimento, muitas informações são enviadas aos doshas. Utilizando apenas essas informações, o ayurveda nos orienta a comermos uma dieta naturalmente balanceada e baseada em nossos instintos, sem transformar a nutrição em uma preocupação intelectual.
Quando a comida fala aos nossos doshas, informa muitas coisas. Diferentes atributos, estão presentes, como leve ou pesado, seco ou oleoso... Porém a informação básica está contida em nosso paladar. O ayurveda reconhece reconhece seis sabores: doce, ácido, salgado, amargo, que já conhecemos, pungente e adstringente. Todos os pratos bem temperados são pungentes. O sabor adstringente é que contrai a boca. O gosto seco e farinhoso do feijão é adstringente.
A dieta balanceada ayurvédica contém os seis paladares diferentes, em cada refeição. Eis um cardápio equilibrado:
Salada de alface (amarga, adstringente)
Frango grelhado (salgado, ácido, pungente e com arroz doce)
Sorvete de baunilha (doce)
Mesmo que você elimine o sorvete da sobremesa, a refeição continuará a ser balanceada, pois ainda terá os seis paladares. Se em vez de grelhado o frango fosse ao forno, faltariam os sabores pungente e ácido, poderiam ser repostos em alguns pedaços de tomate (doce e ácido) e rabanetes (pungente) na salada. Não é necessário sobrecarregar cada gosto na refeição. Um pequeno toque de ervas e condimentos pode dar à comida o sabor pungente
e o amargo que faltam. Não é bom deixar que os mesmos gostos dominem os pratos diariamente. A norma básica é, apenas, dar ao corpo todos os sabores em cada refeição para que ele reaja inteiramente aos alimentos.
O paladar também pode ser usado para equilibrar um dosha, já que cada um procura os sabores que o acalmam.


Saúde Perfeita - Dr. Deepack Chopra
Visitem e curtam a minha página no facebook:http://www.facebook.com/MassagemAyurvedaAbhyanga

7 comentários:

  1. Oi Catarina,
    Tudo na vida é uma questão de equilibrio, né? Uma dieta equilibrada, um corpo saudável, uma mente voltada para coisas espirituais, tudo isso nos leva ao caminho da felicidade. Bjs e um bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  2. Querida amiga

    O alimento
    toca a alma
    com suas mãos
    de vida...

    Acorda a alegria em ti,
    como quem acorda uma pessoa muito amada...

    ResponderExcluir
  3. Olá, Catarina, adorei esse seu cantinho...aqui tem muita paz!!

    Amei seu gatinho...ai...que fofo!!!

    Gostei da explicação que o Dr. Deepack Chopra, dá sobre o equilíbrio da alimentação...(mas, não consumo carnes).

    A música é divina....gostei de tudo!!

    beijinhos,

    Lígia e =^^=

    ResponderExcluir
  4. Passei para deixar um abraço!
    Bjos, Mari.

    ResponderExcluir
  5. Que interessante... não sabia disso.
    Nunca fui de dietas. Minha mãe sempre foi muito naturalista na comida, afinal não tinha tanta coisa industrializada como hoje. E assim minha dieta continua até hoje, porém, sem a carne (sou vegetariana).
    Abração.

    ResponderExcluir
  6. Oi amadinha,tirei um tempinho da vidinha corrida pra te visitar.Gosto de ler suas postagens.Deixo um abraço caloroso pra ti,já que o friozinho chegou chegando...até mais..Li.

    ResponderExcluir
  7. Anda sumida "muié"!
    Apareça para um chá! hã? :)
    bjs

    ResponderExcluir

O Gato Arteiro ficara feliz se você deixar um comentário.
Pois a sua opinião é muito importante.